SETOR MODELO:

Foi desenvolvido um projeto urbanístico a ser implantado inicialmente em um trecho do bairro denominado Setor Modelo, em caráter experimental, para depois ser estendido para toda a área de abrangência do Movimento Colméia. 

O Setor Modelo é composto pelas seguintes ruas: Alameda Vicente Pinzon, Av. Dr. Cardoso de Melo, Rua Raja Gabaglia e Rua Tenerife. As obras das novas avenidas foram iniciadas na Rua Olimpíadas e antecederam às do Setor Modelo devido à urgência das melhorias exigidas para o setor viário da cidade. 

A largura da faixa carroçável destas ruas será reduzida, isto é, terão uma faixa de estacionamento suprimida. Porém, pretende-se que as mesmas fiquem com duas vias de tráfego simultâneas, melhorando o fluxo de veículos. 

A seguir, alguns pontos de destaque do projeto: Calçadas alargadas, construídas com material durável e homogêneo, formadas por placas removíveis apoiadas sobre alvéolos que permitem a distribuição das redes secundárias nos lotes, de fácil manutenção, sem degraus, com visual limpo, dentro das mais modernas e exigentes normas, atendendo completamente às necessidades dos portadores de mobilidade reduzida, piso podo tátil para deficientes visuais, etc. 

A rede aérea será convertida para subterrânea, ou seja, migrando para a vala técnica a ser executada. 

A arborização efetivada com o plantio de árvores de “madeira de lei” entre outras, adaptadas ao uso urbano de maneira ordenada e modular, formando alamedas. A iluminação será diferenciada, com postes desenhados especificamente para o projeto. Pretende-se iluminar as calçadas e ruas por baixo das copas das árvores. A iluminação cênica também está prevista, valorizando as árvores e jardins. O mobiliário urbano será inovador contribuindo para dar uma nova identidade visual ao bairro. 

Vale lembrar que todos os projetos e soluções de qualificação urbana do Movimento Colméia como valas técnicas, calçadas, paisagismo etc., doadas à municipalidade, ou seja, são isentas de direitos autorais.

O Setor Modelo corresponde ao primeiro bolsão do bairro no qual o cabeamento aéreo será substituído por novas galerias subterrâneas. Constitui um projeto piloto no qual serão desenvolvidas e testadas soluções de desenho urbano para melhoria das calçadas, da identidade visual, dos equipamentos e dos serviços de utilidade pública. O projeto apresenta sugestões para otimização dos acessos, layouts para vias, novos desenhos de calçadas, sinalização, iluminação e arborização. 

Seu objetivo é requalificar o ambiente urbano, com melhoria sensível do espaço do pedestre, estabelecendo novos padrões de excelência urbana, com recuperação da identidade e auto-estima da comunidade e do cidadão. 

 

Conheça mais sobre o Projeto Setor Modelo:

Slide1
Slide4
Slide3
Slide2
Slide5
Slide6
Slide7
Slide8
Slide10
Slide9
Slide11
Slide12
Slide13
Slide15
Slide14
Slide16
Slide17
Slide18
Slide19
Slide20
Slide21
Slide22
Slide23
Slide24
Slide25
Slide26
Slide27
Slide28
Slide29
Slide30
Slide31
Slide32
Slide33
Slide34
Slide36
Slide35
Slide37
Slide38
Slide39
Slide40
Slide41
Slide42
Slide43
Slide44
Slide45
Slide46
Slide47
Slide48
Slide49
Slide50
Slide51
Slide52
Slide53
Slide54
Slide55
Slide56
Slide57
Slide58
Slide59
Slide60
Slide61
Slide62
Slide63
Slide65
Slide64
Slide66
Slide67
Slide68
Slide69
Slide70
Slide71
Slide72
Slide73
Slide74
Slide75
Slide76
Slide78
Slide77
Slide79
Slide80
Slide81
Slide82
Slide83
Slide84
Slide85
Slide86
Slide87
Slide88
Slide89
Slide90
Slide91
Slide92
Slide93
Slide94
Slide95
Slide96
Slide97

Por ser a via mais espaçosa do Setor Modelo, a Al. Vicente Pinzon foi redesenhada como um boulevard com calçadas largas e dupla fileira de árvores que produzirá uma massa verde diferenciada no bairro. São mantidas três faixas de veículos em pista concretada e mais uma de estacionamento, encravada na calçada e do mesmo piso desta. As juntas, as árvores e demais elementos seguem sistema modular que permite flexibilidade nos ajustes para entradas de veículos e acomodação de equipamentos a preservar. Al. Vicente Pinzon atualmente. Al. Vicente Pinzon reurbanizada. 

As demais vias, Cardoso de Melo, Tenerife e Raja Gabaglia, muito estreitas, obstruídas e com calçadas deficientes, foram redesenhadas com duas faixas de passagem e uma de estacionamento integrada à calçada. A galeria técnica será construída sob a faixa de estacionamento ou sob a pista, de modo a liberar para sempre a calçada e a rua de quaisquer obras de manutenção. Todas as visitas estariam no alinhamento da faixa de estacionamento, minimizando assim os conflitos com a arborização, os equipamentos e tráfego de veículos. 

As calçadas são ligeiramente alargadas com o espaço ganho pela eliminação da segunda faixa de estacionamento. As demais ruas mantém as duas faixas de rolagem e apresentam uma faixa de estacionamento. Av. Dr. Cardoso de Melo com nova iluminação, novo paisagismo e novo leito carroçável.

ENTERRAMENTO DA REDE AÉREA 

Rebaixamento da fiação em todo o bairro Continua sendo, e agora mais que nunca uma importante meta a ser alcançada, uma vez que o número de postes, bem como, a quantidade de fiação de várias funções, continua aumentando, obstruindo calçadas e poluindo a paisagem urbana do bairro. 

LIGAÇÃO CPTM/BAIRRO 

Trabalhamos junto com os órgãos competentes para requalificar e minimizar os problemas deste trecho de grande circulação com medidas construtivas, paisagísticas e de gestão. 

REQUALIFICAÇÃO URBANA 
NOVA AVENIDA 

Conforme Protocolo de Intenções assinado pela Prefeitura e Movimento Colméia em março de 2002, ficou estabelecida uma parceria para viabilizar as obras de alargamento da Rua Funchal e o prolongamento da Av. Hélio Pelegrino. 

O Movimento Colméia em parceria com a Prefeitura do Município de São Paulo executou as obras. À Colméia coube os trechos da Rua Olimpíadas (até o entroncamento com a Rua Quatá) e Rua Gomes de Carvalho (entre a Rua Funchal até o entroncamento com a Rua Olimpíadas). 

Os associados Colméia doaram parte dos terrenos dos empreendimentos que fazem frente para as avenidas, diminuindo substancialmente os custos da Prefeitura com as desapropriações. À Prefeitura coube o alargamento da Rua Funchal e ligação do entroncamento das Ruas Fiandeiras e Ramos Batista com as Avenidas Hélio Pelegrino e Faria Lima. 

Este também foi o caminhamento escolhido para a locação da vala técnica, que se encontra completamente pronta, aguardando a migração das redes aéreas e subterrâneas. 

No projeto das novas avenidas estão contempladas duas áreas remanescentes das desapropriações (PMSP) que foram transformadas em praças públicas. Estas áreas estão localizadas no cruzamento da Al. Vicente Pinzon com a Rua Olimpíadas (Praça Raul Cortez) e da Rua Quatá com a Rua Fiandeiras. 

Elaboramos projetos, adequamos outros, doamos ao município e nos comprometemos com aportes para a efetiva execução destes.